CUIABÁ

Artigos

O templo do futebol cuiabano completa 70 anos; Parabéns, Dutrinha!

Publicado em

Artigos

 

 

Por EMANUEL PINHEIRO*

Nesta segunda-feira (31), o maior patrimônio esportivo da nossa querida Capital completa 70 ano de existência. Localizado no bairro Porto, um dos mais tradicionais de Cuiabá, o Estádio Eurico Gaspar Dutra, ou simplesmente Dutrinha - como os cuiabanos carinhosamente gostam de chamar, chega a essa importante marca com sua história se confundindo com a do futebol mato-grossense.

O Dutrinha é o primeiro estádio oficial construído em Cuiabá e, não atoa, carrega a alcunha de templo do futebol cuiabano. Seu gramado foi palco de grandes jogos, espetáculos do esporte mais amado do Brasil. Cercado pelas quatro linhas, grandes craques desfilaram seus talentos embalados por canções e gritos eufóricos de torcedores calorosos e apaixonados, assim como é a cidade que abriga a preciosa estrutura.

Não há como negar, a época de ouro do nosso futebol regional teve como principal sede o Estádio Eurico Gaspar Dutra. Época em que Fulepa fazia defesas impressionantes pelo Mixto Esporte Clube. No Dom Bosco, o xerife Avião tomava conta da zaga. Tivemos Bife, que saiu do interior de São Paulo para vestir as camisas de Operário -VG e Mixto, transformando-se em um dos maiores atacantes que já passaram pelo nosso futebol.

Leia Também:  Dante de Oliveira: um símbolo democrata que inspira gerações

E para coroar essa linda história, um rei. Sim! O nosso Dutrinha também já emprestou seu gramado para que o Rei Pelé fizesse o seu show, encantando a todos que frequentavam o aconchegante estádio. A propósito, a proximidade da torcida com o campo é mais uma das belas e marcantes característica do local. Para o time da casa: um motor potente que empurra para vitória. Para os adversário: um caldeirão, quente e cheio de pressão.

Esse é o nosso Dutrinha! Tombado como Patrimônio Histórico de Cuiabá e que teremos a honra de reinaugurá-lo nesta segunda-feira. Foram anos de muitas lutas, adversidades, mas que foram todas vencidas por meio de um trabalho que tem como base o respeito e zelo por nossas riquezas. Teremos o prazer de abrir novamente os portões para nossos clubes, jogadores e, principalmente, torcedores.

Vamos poder matar a saudade de um local que todos os amantes do futebol guardam com carinho no coração. A reabertura do Dutrinha é a representação da força da população cuiabana, que se reergue mesmo diante das maiores adversidades. É a renovação da esperança. Esse é o nosso sentimento nessa data tão espacial. Carregamos a esperança de ver novamente o Dutra como palco de craques, revelações e de alegrias aos cuiabanos.

Leia Também:  Esse novo (anormal e perigoso) mundo aí fora.

*EMANUEL PINHEIRO é o prefeito de Cuiabá

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Artigos

Dante de Oliveira: um símbolo democrata que inspira gerações

Publicados

em

Por EMANUEL PINHEIRO*

Se fosse possível descrever Dante Martins de Oliveira em uma palavra, eu diria hoje: inspirador! Definido pelo dicionário como a capacidade de motivar, estimular e entusiasmar, o adjetivo é uma das principais características de um líder, como foi Dante, que completaria 70 anos, neste domingo (06). Esse atributo é tão notável na trajetória do estadista que, mesmo após 15 anos de sua morte, sua influência continua enraizada na política nacional.

Sua marca está, eternamente, presente na democracia brasileira, que o tem como um dos grandes combatentes da ditadura militar e na luta pela devolução do legítimo poder da livre manifestação e escolha para o povo. Poucas figuras políticas simbolizam tanto a democracia e a liberdade como ele. E isso é inspirador! Inspirador para quem caminhou ao seu lado, para quem o acompanhou de longe, e para quem o conhece pelos registros históricos.

A propósito, privilegiados são todos aqueles que carregam em seus ideais a influência de Dante. E digo isso com o coração cheio de orgulho, pois ele foi homem de uma vocação extraordinária para o que fazia e que deixou para Mato Grosso a reestruturação do estado como o maior símbolo de uma gestão responsável. Não era um carreirista, mas sim um idealista com alma popular e uma visão futurista.

Leia Também:  Tá frio; tá quente: o jogo nacional e mundial.

Como grande líder, soube dar alguns passos para trás para que pudesse, posteriormente, avançar, preparando nosso estado para ser a potência que é atualmente. Mesmo contrariando suas ideologias políticas a época, mas sem abrir mão de seus princípios democráticos, entendeu a impotência de se redefinir como gestor e liderança política para tomar decisões fundamentais para o futuro das gerações, especialmente quando governou Mato Grosso.

Em Cuiabá, exerceu ainda jovem o espírito visionário, realizando obras estruturantes que mudaram a história da Capital. Um exemplo disso é a construção da Avenida Migue Sutil. Na época, contou com o apoio do então governador Carlos Bezerra e hoje é impossível imaginar Cuiabá sem a popular Perimetral. Dante viu Cuiabá na frente, enxergou uma cidade futurística, e defendeu “com unhas e dentes” esse sonho.

Essa é uma das inspirações da nossa gestão à frente da Prefeitura de Cuiabá. Assim como fez Dante de Oliveira, procuramos pensar em uma Cuiabá do futuro e tirar do papel obras que atendem a necessidade imediata da população e, ao mesmo tempo, transportam nossa cidade para o horizonte. Contorno Leste, viadutos, novo hospital municipal, estão entre as estruturas que construímos hoje pensando no amanhã.

Leia Também:   Os motivos de ser contra a construção de UHEs e PCHs no Rio Cuiabá

A influência de Dante de Oliveira também está presenta na nossa atuação política. Dante era um estadista, defensor da democracia, da liberdade de opinião e do constante diálogo com os que ajudam a constituir uma sociedade. Era diferente, pois entendia como poucos a essência da politica, que é trabalhar em sintonia com o povo e pelo povo. Dante, sem dúvidas, é um inspirador e esse é um de seus legados que permanecem para sempre.

*Prefeito de Cuiabá

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA